Decisão do segundo turno do campeonato paraense de futebol tem segurança reforçada

  

Na manhã desta terça-feira (27) foram definidos os detalhes de organização, segurança e últimos detalhes do segundo jogo entre Clube do Remo e Paysandu, válido pela final do segundo turno do Campeonato Paraense de 2014. Integrantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Tropa de Choque, Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Economia (Secon), Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Departamento de Trânsito (Detran), o investigador Magno Monteiro, da Polícia Civil, Márcio Oliveira, diretor de segurança do Clube do Remo, e Carlos Silva, diretor de segurança do Paysandu, estiveram presentes na reunião realizada no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão).

Foi estabelecido que a chegada do policiamento ocorrerá às 16h30. Serão 30 viaturas, 18 motos e 826 policiais militares nas áreas interna e externa do estádio. A Polícia Militar (PM) atuará desde o bairro da Cidade Velha, em Belém, até Benevides, monitorando o deslocamento das torcidas. As torcidas organizadas Terror Bicolor e Torcida Remista permanecem proibidas de usar qualquer indumentária que as caracterize e identifique, assim como faixas e cartazes, dentro do estádio por determinação do Ministério Público do Estado. Cantos alusivos às torcidas também estão proibidos. Haverá também uma equipe reserva da PM que só atuará caso haja protestos que inviabilizem a chegada do torcedor ao Mangueirão.

A Semob terá um contingente de 20 homens com quatro viaturas e quatro motocicletas. A partir das 16h30 a rodovia Transmangueirão terá um só sentido, em direção ao estádio, e após o término da partida, em direção ao Centro de Belém. O Corpo de Bombeiros atuará com 132 homens. Haverá uma ambulância no anel superior do Mangueirão, duas motocicletas para controle externo, uma viatura para salvamento e uma viatura da PM no portão B3.

Torcidas - As torcidas organizadas do Clube do Remo entrarão no estádio entre as 17 e as 18 horas, pelo portão A2, já as do Paysandu entre 18 e 19 horas, pelo portão B1. Os ambulantes entrarão entre as 15 horas e 17h30. Aqueles que venderem bebidas geladas poderão entrar entre 17h30 e 18h30. O torcedor comum, aquele que não faz parte das organizadas, poderá entrar a partir de 17 horas e até o intervalo do jogo. Fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas dentro do estádio. A Guarda Municipal ajudará à Secon na fiscalização.

A Polícia Civil novamente atuará em duas frentes: uma no Mangueirão e outra no auditório do Detran. Questões não tratadas pelo Estatuto do Torcedor serão encaminhadas à Seccional de Polícia da Marambaia.

O coronel Salim, da Tropa de Choque da Polícia Militar, é o responsável pela operação. Ele destaca a importância da colaboração do torcedor para o sucesso da operação dos órgãos de segurança durante o clássico. “É importante que o torcedor não consuma bebida alcoólica em excesso. Se consumir, que ele não ponha vidas alheias em risco. Que ele deixe alguém sóbrio dirigir seu carro, por exemplo. Ele é responsável pela sua própria vida e pela dos outros”, advertiu o coronel.

Remo e Paysandu jogam nesta quarta-feira (28) às 20h30 no Mangueirão. O Remo precisa da vitória para conquistar o título do returno e consequentemente o paraense, já que foi vencedor do primeiro turno. Ao Paysandu basta um empate para garantir a conquista do segundo turno. Caso isso ocorra, haverá outros mais dois jogos, o clássico RE X PA, entre as equipes para a decisão do campeonato paraense 2014.

Serviço:
Decisão do segundo turno do Campeonato Paraense de Futebol 2014, entre Clube do Remo e Paysandu, quarta-feira, 28, às 20h30, no estádio Mangueirão. Ingressos a R$ 40,00 (arquibancada) e R$ 80,00 (cadeira), à venda nos estádios Baenão e Curuzu, no bairro do Marco, e na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), Guamá.

Dedé Mesquita - assessoria de imprensa da Seel
Com a colaboração de Adriana Pinto e Fábio Natel