Com segurança reforçada, tranquilidade marca festejos do centenário do Paysandu

A sétima rodada do Campeonato Brasileiro 2014, realizada neste domingo (2), foi marcada pelo confronto entre Paysandu e São Francisco e pela comemoração dos 100 anos do Paysandu Sport Clube, no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão. O esquema de segurança foi reforçado e, segundo a Polícia Militar, foram utilizadas as mesmas táticas do Re x Pa.

O centenário do Paysandu Sport Clube foi celebrado com uma chuva de gols, vencendo por 6 a 0, o Papão levou a melhor. Com este resultado o time bicolor agora é o primeiro colocado no Campeonato Paraense, pelo saldo de gols. O início do jogo foi complicado para o Paysandu e somente aos 42 minutos, em pênalti cobrado por Lima, o clube abre o placar com 1 a 0. A partir daí, o Papão continuou pressionando o Leão de Santarém, e no segundo tempo, emplaca cinco bolas na rede. Foram dois de Lima, dois do Pikachu, um de Leandro Carvalho e um de Bruninho.

Para o festejo, dirigentes bicolores realizaram várias programações, que começaram antes do jogo, com a chegada da carreata conduzida por um trio elétrico com alguns dos mais importantes troféus que já foram ganhos pelo time. Em seguida, na sala de imprensa do Mangueirão, foram apresentadas as camisas do centenário. No gramado, houve as execuções dos Hinos Nacional e do Estado, pela Banda Marcial do Corpo de Bombeiros, e do Hino Oficial do Paysandu, cantado pelo artista paraense Marco André e convidados.

Durante o intervalo da partida, ocorreu um desfile das delegações de todas as modalidades esportivas com as taças conquistadas pelo clube, além da descida de rapel do alto do Estádio por integrantes do Corpo de Bombeiros. Após o jogo aconteceu a apresentação das novas camisas da temporada 2014, que contou com a participação de craques do passado como: Beto, Quarentinha, Zé Augusto e Oberdan. Na sequência, foi exibido um vídeo do centenário do clube, com os melhores momentos de atuação do Paysandu Sport Clube até os dias de hoje, e uma homenagem ao torcedor mais velho do clube. Na ocasião, um bolo de aniversário fez parte da festa para que dirigentes e torcedores bicolores cantassem os parabéns.

Para garantir a tranquilidade na festa, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) convocou alguns órgãos de segurança para atuar no Mangueirão. Além da ação de mais de 400 policiais militares, o jogo contou com homens do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Polícia Civil, Detran (Departamento de Trânsito do Pará), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Sermob) e Unidades dos Juizados Especiais do Tribunal de Justiça do Estado (TJE). A diretoria do Paysandu disponibilizou mais de 30 mil ingressos, mas compareceram apenas 18.617 pagantes, com renda de R$ 263.430,00.

Luana Valente - Ascom/Seel