Cearense é o campeão do Norte-Nordeste de Surf em Salinas

   

Com 11.26 pontos, o cearense Adilton Mariano é o vencedor do Campeonato Norte-Nordeste de Surf 2013, na categoria Open, a principal da competição, realizada na praia do Atalaia, no município de Salinópolis, nordeste do Pará. O evento foi promovido pela Associação Brasileira de Surf na Pororoca (Abraspo) e Federação Paraense de Surf (Fepasurf), com o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), e reuniu mais de 100 surfistas do Pará, Ceará, Rio Grande do Norte e Maranhão.

As provas começaram na última sexta-feira (26), e terminaram neste domingo (28), com quase 15 horas de permanência nas ondas. Mais de 880 ondas foram surfadas, segundo os juízes.

“Com incentivo e parcerias, o surf no Pará está tendo uma potência maior”, frisou o campeão Adilton Mariano, conhecido como “Rei da Pororoca”. Ele começou a surfar aos 8 anos, na Praia do Futuro, em Fortaleza (CE), e se tornou hexacampeão de surf na pororoca. “Queremos divulgar mais esse campeonato, e vou dividir o prêmio com meus amigos surfistas”, disse Adilton, que ganhou uma moto 0 km.

Na categoria feminino, Deise Fonseca, 15 anos, foi a vencedora. Ela mora em Salinópolis, e começou a surfar aos 7 anos. “Quero seguir na carreira, e vou usar bastante a prancha que ganhei”, afirmou ela, ao receber o prêmio e o troféu da competição.

Incentivo - Entre os campeões está Rogério Barros, 32 anos, atleta incentivado pelo Programa Bolsa Talento, mantido pela Seel, que garante apoio financeiro para atletas em várias modalidades. “Este incentivo é excelente. Permite ao atleta treinar e competir. Agora me dedico só ao surf”, disse Rogério, que foi o campeão brasileiro de surf na pororoca em 2012. Em agosto próximo, ele vai competir no Ceará. “Já estou treinando pra levar o nome do nosso Estado ao pódio”, afirmou.  

Os três dias do campeonato foram transmitidos ao vivo pelo site cearasurf.com.br, parceiro do evento. Para Noélio Sobrinho, presidente da Abraspo, a competição atraiu grandes atletas e mostrou novos nomes do esporte. “Queremos que o Norte-Nordeste de Surf seja fixo no calendário esportivo do Pará”, ressaltou.

Entre os profissionais se destacou Artur Alves, 14 anos, do Rio Grande do Norte. Ele venceu na categoria Mirim, e ficou em 4º lugar na categoria Júnior. Com dois troféus e a prancha, ganhos na competição, Artur é um exemplo de dedicação ao esporte. “Comecei a surfar com 7 anos, vendo meu pai. Eu gostava, e pedi pra ele me ensinar”, contou ele, que é bicampeão estadual e está em 4º lugar no ranking nacional.

Segundo Vítor Miranda, titular da Seel, histórias como a de Artur motivam, cada vez mais, o Estado a incentivar o esporte. “A Deise é uma menina que viu no esporte um bom caminho para seguir. Por isso, incentivamos atletas e apoiamos competições como estas, para que nossas crianças e adolescentes, e até mesmo adultos, possam competir para promover o esporte e ter uma prática saudável”, frisou o secretário.

Liandro Brito - Ascom/Seel