Caratecas paraenses apoiados pela Seel vão receber a Bolsa Atleta

A carateca paraense Daniela Tanaka é a primeira colocada do ranking nacional no Ministério dos Esportes contemplada pelo programa Bolsa Atleta. O também carateca paraense Hugo Yamaguchi, outro contemplado, ficou em terceiro lugar na lista dos atletas de modalidades que não fazem parte dos programas olímpicos e paraolímpicos aprovados no âmbito do programa.

Outros 864 atletas brasileiros foram listados, divididos em categorias nacionais e internacionais. O programa federal vai beneficiar atletas com uma bolsa ao longo de 2014 para custear treinos e viagens para representar o Pará e o Brasil pelo mundo. Daniela e Hugo foram selecionados na categoria internacional.

A lutadora já soma mais de 60 medalhas, só de ouro. Há cinco anos ela é campeã paraense invicta de caratê. Chegou a ser eleita, por uma revista online, uma das melhores lutadoras de caratê do mundo. No Circuito Internacional de Caratê, ocorrido na Itália e na Grécia, em agosto, Daniela ganhou dez medalhas de bronze e duas de ouro – nas categorias Kumitê adulto (menos de 60 quilos) e Kumitê juvenil. Com o resultado, ela se tornou tricampeã na categoria adulto. Ela foi a única mulher a representar o Brasil no circuito. “Sou do Pará. Fico com orgulho quando subo no pódio e levanto a bandeira do nosso Estado”, diz.

A campeã é atleta do projeto Bolsa Talento, mantido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), que apoia com uma bolsa mensal atletas com bons resultados em competições. Para competir na Grécia e Itália, ela recebeu todo o apoio da Seel, que lhe garantiu passagem, hospedagem e alimentação. Esta foi sua segunda viagem internacional com o apoio do Governo do Pará. A primeira foi para Orlando (EUA), em 2012, onde a atleta também foi medalha de ouro na categoria Kumitê adulto.

Hugo Yamaguchi também é atleta do Bolsa Talento, desde 2008. A partir daí, sua carreira deu um grande salto. Segundo ele, o apoio da Seel possibilitou que ele participasse das principais competições no mundo, sempre brigando por títulos. “Minha relação com o governo é ótima. Estamos tendo um contato bem próximo. Agradeço muito à Seel em reconhecer as necessidades dos atletas que disputam grandes competições”, disse.

Para o titular da Seel, Vitor Miranda, o apoio aos atletas paraenses foi fundamental para eles alcançarem grandes resultados. “Acreditamos na Daniela e no Hugo. Com os bons resultados, os apoiamos com o Bolsa Talento e ainda com passagem em competições internacionais. Hoje fico feliz em ver que nossos atletas paraenses estão ganhando apoio federal”, comentou.

Liandro Brito - Ascom/Seel