Baile das Flores realiza o sonho de 86 idosas atendidas pela Seel

A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) promove no próximo dia 23, na sede campestre da Assembleia Paraense, a sétima edição do Baile das Flores, que reúne idosas atendidas pelo projeto Vida Ativa na Terceira Idade. O objetivo do evento é proporcionar às mulheres que na sua juventude não tiveram a oportunidade de comemorar os 15 anos essa experiência, valorizando a autoestima das idosas, que durante a rotina do projeto participam de atividades como hidroginástica, ginástica, dança, xadrez, memorização, caminhada, vôlei e alongamento.

De acordo com a coordenadora do Vida Ativa na Terceira Idade, Katia Rocha, este ano o Baile das Flores terá a participação de 86 idosas. “Divulgamos o baile entre as alunas e aguardamos as inscrições. A Seel garante toda a estrutura do evento, como espaço, decoração, buffet, atrações musicais e até os cadetes da Marinha do Brasil, que foram chamados para dançar a tradicional valsa com elas. Tudo é inteiramente gratuito e aberto também aos familiares das nossas debutantes", explica.

Nadir Ferreira, com 83 anos, é a mais velha entre as idosas a debutar este ano. Ela pratica vôlei e dança no polo do Projeto Vida Ativa instalado na sede da Tuna Luso Brasileira. A festa também conta, ainda, com a participação da Rainha das Rainhas da Terceira Idade, Maria Lina, vencedora do tradicional Baile de Carnaval da Melhor Idade promovido anualmente pela Seel. “O baile é a realização de um sonho para elas. É um festa de gala que muitas não tiveram a oportunidade de ter quando adolescentes”, conta o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró. “Com o projeto Vida Ativa, estamos cumprindo mais uma missão do governo, que é a de garantir qualidade de vida e longevidade aos nossos idosos por meio de atividades de lazer e da prática esportiva. Desta forma levantamos a autoestima e promovemos o relacionamento interpessoal da terceira idade”, completa. Em 2012, o Baile das Flores reuniu 40 mulheres.

O projeto Vida Ativa na Terceira Idade é executado pela Seel em sete polos de atendimento que funcionam nas sedes da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Asalp), do Clube do Remo, do Clube dos Advogados e da Tuna Luso-Brasileira, além do Estádio Olímpico do Pará e Vila de Icoaraci e Hospital Abelardo Santos, também naquele distrito. Além das atividades esportivas e laborais, os alunos também participam de ações culturais, sociais e recreativas, como passeios, festas e torneios. Para participar do projeto, basta que o idoso ou seu familiar procure um dos polos mencionados e faça a inscrição.

Liandro Brito - Ascom/Seel