Aulas de artesanato estimulam idosos do Projeto Vida Ativa

O projeto Vida Ativa na Terceira Idade, coordenado pela Secretaria de Estado Esporte e Lazer (Seel), está promovendo oficinas de artesanato para as 25 idosas atendidas no núcleo da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa (Asalp), em Belém. As aulas acontecem paralalelamente às atividades físicas, da qual o grupo participa diariamente. Vejas fotos, clique aqui!

Há três anos inscrita no projeto, Rosália Baena, 54 anos, também dá aula de artesanato, gratuitamente. Segundo ela, essa é uma forma de passar o tempo e ajudar as amigas que fazem parte do Vida Ativa . “É muito bom poder ensinar o que sabemos a outras pessoas. O crochê, o tricô e as pinturas que produzimos aqui nos ajudam a passar o tempo e também garantem uma renda extra no final do mês’’, disse.

As aulas de artesanato começaram há pouco mais de um mês e as alunas já produziram várias peças, como camisetas estampadas, bordados, crochê, além de peças de decoração feitas a partir da reciclagem de garrafas pet. As aulas acontecem sempre às terças e quintas-feiras, a partir das 15h, na Asalp.

Cíntia Santos, professora e uma das responsáveis pelo núcleo do Vida Ativa, fala da importância de introduzir esse tipo de arte manual na rotina das participantes do projeto. “Precisávamos fazer algo diferente, mostrar que o idoso pode produzir e ter sua vida normal como qualquer outra pessoa”, diz. A professora relata a dedicação das alunas e o interesse em aprender coisas novas. ‘’Vemos uma dedicação enorme de todas. O fato delas se sentirem bem aprendendo novas atividades nos deixa bastante orgulhosos’’, relata.

No próximo dia 14 acontece a festa de confraternização dos alunos do núcleo Asalp. Na ocasião, a Coordenação do Vida Ativa na Terceira Idade promoverá um pequeno bazar, onde as peças produzidas pelas alunas do projeto estarão à venda.

Ascom Seel