Atletas do programa Bolsa Talento são indicados à premiação de esporte amador

 

Dezesseis atletas paraenses, integrantes do programa Bolsa Talento da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), estão na lista final dos indicados ao troféu Romulo Maiorana, que foi anunciada na noite de terça-feira (10), no auditório do TV Liberal (na foto acima, a secretária Renilce Nicodemos e a diretora do estádio Mangueirão Cláudia Moura). A premiação é uma iniciativa das Organizações Romulo Maiorana (ORM) que busca a valorização do esporte amador do estado do Pará.

A premiação é realizada desde 1993 e já investiu cerca de R$ 1 milhão em bolsas de incentivos aos atletas premiados. Este ano, o valor de investimento para os atletas será de R$ 92 mil. A votação do público se inicia nesta quarta-feira, 11, pelo site Globo Esporte e em cupons publicados nos jornais O Liberal e Amazônia. Os escolhidos serão conhecidos, depois da votação do júri técnico, no dia 14 de abril, em cerimônia do teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas.

Na categoria Top 10 estão as federações escolhidas que fizeram a indicação de seus atletas federados. As modalidades são Atletismo, Ciclismo, Desportos Aquáticos, Futsal, Ginástica, Handebol, Judô, Karatê, Tênis de Mesa e Voleibol. O programa Bolsa Talento tem atletas indicados em nove das dez categorias, sendo que em Tênis de Mesa, todos os três nomeados são participantes do programa: Edevandro Yury Rodrigues Nery, Glauciane Caldas Mendes e Victor Matheus Oliveira Lourenço.

Além do Top 10, as outras categorias são Árbitro, Atleta com Deficiência, Destaque Intermunicipal, Treinador, Esporte Responsa, Combate Esportivos, Equipe do Ano e Personalidade Esportiva. Na categoria Treinador, um dos indicados é Wilson Flávio da Silva Correa, o Caju, responsável pelo time de basquete em cadeiras de rodas All Star Rodas, que também integra o programa Bolsa Talento. E em Combates Esportivos, um dos indicados é o lutador de MMA Ildemar Marajó, que não faz parte do Bolsa Talento, mas é atleta apoiado pela Seel.

Para a titular da Seel Renilce Nicodemos, a premiação do troféu Romulo Maiorana é um momento de valorização do esporte amador no Pará. “Ficamos muito felizes em ver que essa premiação está se consolidando a cada ano. E mais felizes ainda em ver que os atletas assistidos pelo Bolsa Talento estão nele e com grandes chances de serem vitoriosos. Isso faz com que tenhamos certeza de fazer um bom trabalho, junto ao Governo do Estado, em prol de todos os atletas paraenses”, lembrou a secretária.

No ano passado, os atletas do Bolsa Talento estiveram presentes em todas as categorias do troféu Romulo Maiorana, sendo que três deles saíram vitoriosos da premiação, como o mesa tenista Victor Matheus Oliveira Lourenço.

Veja mais fotos em: http://seel.pa.gov.br/?q=lan%C3%A7amento-do-trof%C3%A9u-romulo-maiorana-2015

Texto: Dedé Mesquita - Ascom/Seel

Foto: Cristino Martins - jornais O Liberal/Amazônia