Atletas de Goalball agradecem o apoio concedido pela Seel

 

Na tarde desta quarta-feira, 28, os atletas paraenses paraolímpicos de Goalball, vinculados à unidade de Educação José Álvares de Azevedo, estiveram na sede da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), com a titular da secretaria Renilce Nicodemos, e agradeceram apoio que lhes foi dado. O Goalball é um esporte praticado por atletas portadores de baixa visão.

Eles entregaram uma das medalhas que ganharam nas competições do campeonato Regional Centro Norte de Goalball que foi realizado pela Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV), na cidade de Cuiabá (MT), no início deste mês. A medalha foi uma forma de agradecimento pela atenção e sensibilidade que a secretária teve com toda a equipe.

O campeonato teve um peso muito importante para os atletas, pois foi uma forma de eles terem um reconhecimento nacional. Por não ser um esporte muito praticado aqui na região norte, o terceiro lugar conquistado, tanto na modalidade feminina, quanto na masculina, foi como vencer em primeiro. Nesse ponto, o apoio da Seel foi de suma importância, pois sem esse incentivo eles não poderiam ter participado desse campeonato.

A treinadora Kátia Tadaiesky comemorou o feito dos atletas. “Parabenizo a secretaria pelo esforço feito para possibilitar a ida dos atletas. Foi muito importante a participação deles nesse evento que é oficial e foi promovido pela CBDV com o apoio das Loterias da Caixa. Mesmo sendo uma equipe amadora, conseguiu as medalhas em um esporte que não tem tradição e só é praticado por atletas com deficiência visual. A atenção dada pela Seel foi de extrema importância para o incentivo do esporte e aos atletas”, afirmou.

O atleta Alexandre Gibson estava muito feliz com o resultado obtido. “Participar desse campeonato foi uma forma de poder mostrar o nosso potencial e ter a chance de ser chamado para participar da Seleção Paraolímpica Brasileira”, ressaltou. Para o atleta Leandro Sousa, a participação deles na competição foi ótima, mas o incentivo recebido foi melhor ainda.

Com informações de Laís Freire