Atleta da Seel ganha medalha de bronze no mundial de Jiu Jitsu

   

A atleta Carmem Casca Grossa conquistou medalha de bronze no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu realizado em Long Beach, no estado da Califórnia (EUA). Ela alcançou o terceiro lugar geral na categoria pesado (acima de 74kg) e foi destaque na competição, que reuniu atletas de vários países. Carmem lutou contra três brasileiras que moram no exterior - naturais de São Paulo e do Mato Grosso do Sul. “Fui a única representante do Norte e Nordeste a ir para o mundial”, ressalta a lutadora, que recebe apoio do programa Bolsa Talento, mantido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Com o bom desempenho nesta competição, Carmem garante o apoio da Seel para participar do Campeonato Mundial de Jiu Jitsu organizado pela Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Esportivo (CBJJE), que acontece no mês de julho, no Parque Ibirapuera, em São Paulo. Em seguida, ela disputará o Open Internacional de Jiu Jitsu, realizado no Rio de Janeiro.

“Com o apoio da Seel conseguimos participar de diversos campeonatos. Isso é fundamental para a evolução de qualquer esportista. Sei também que, como eu, muitos outros atletas recebem essa ajuda do Governo do Estado, e por isso sou grata. Tenho muito a agradecer”, diz a atleta. Com o apoio do Bolsa Talento, Carmem custeia os seus treinos e paga passagens e hospedagens quando viaja para competir. “Esse apoio muito importante para o atleta amador, é o que garante que ele possa buscar índices e representar bem o Pará fora do estado e até do país", afirma.

“Ela é um exemplo de superação e determinação. Uma atleta que foi até os Estados Unidos e voltou com uma medalha no peito, merece todo o reconhecimento e apoio do governo”, disse o titular da Seel, Vitor Miranda. Ele enfatizou que a principal missão da Secretaria é apoiar e incentivar a participação de atletas em competições nacionais e internacionais. “O nosso papel é apoiar o esporte amador e incentivar a prática de qualquer modalidade, principalmente junto aos jovens, porque eles são a promessa do futuro. E no que diz respeito à Seel, reitero que nosso compromisso é servirmos como instrumento para o desenvolvimento e projeção desses atletas”, ressaltou.

Liandro Brito - Ascom/Seel