Alan Fonteles receberá Comenda da Ordem do Mérito nesta segunda

   

A mais elevada honraria do Estado a personalidades merecedoras da admiração do Governo e do povo paraense, a Comenda da Ordem do Mérito Grão Pará, será entregue pelo governador Simão Jatene ao atleta paralímpico Alan Fonteles, medalhista de ouro nas Paralimpíadas de Londres, na próxima segunda-feira, 17, durante uma cerimônia no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, onde serão homenageados também todos os atletas que participam de projetos do Governo do Estado. Vejas as fotos, clique aqui!

Alan chegou a Belém na tarde deste sábado, 15, e foi recebido com muitas homenagens no Aeroporto Internacional de Belém. Familiares, amigos e fãs esperavam o paraense, que foi conduzido em um carro do Corpo de Bombeiros pelas ruas da capital. Ainda no aeroporto, o titular da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Marcos Eiró, entregou ao atleta o documento enviado pelo governador do Estado, anunciando que o atleta será condecorado com a Comenda, no grau Cavaleiro. “Essa homenagem que eu vou receber eu vou dedicar a todos os atletas paralímpicos do Pará. Fiz o meu melhor e consegui representar muito bem o nosso estado lá fora, mas muitos atletas paraenses também merecem respeito e admiração”, afirmou.

Pelas ruas por onde passou, o atleta foi recebido com carinho e muitas homenagens. Aplausos, fogos, sorrisos, palavras de incentivo ou até um simples aceno. Valia qualquer coisa para parabenizar Alan. “Ele é um exemplo de determinação, força e coragem. Todos nós temos que nos espelhar nele, ainda mais nós paraenses que somos da mesma terra dele”, disse a funcionária pública Socorro Aguiar. Ao passar pela Basílica Santuário de Nazaré, Alan fez questão de dar uma parada e fazer um agradecimento especial à Virgem de Nazaré. A carreata seguiu até a Escola Madre Celeste, na Cidade Nova, em Ananindeua, instituição onde Alan estudou.

Com apenas 20 anos, o paraense nascido em Marabá conseguiu superar o favorito sul-africano Oscar Pistorius e conquistou a medalha de ouro na final dos 200m da classe T44 nos Jogos Paralímpicos de Londres. Ele iniciou os treinamentos aos oito anos de idade, no antigo projeto "Papo Cabeça", desenvolvido pela Seel. Os exercícios do garoto começaram na Escola Superior de Educação Física e, depois, no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), onde ele treinou até o final do ano passado, quando se juntou à equipe brasileira permanente paralímpica.

Até o tão sonhado sucesso, a caminhada foi dura e árdua. Alan teve uma septicemia - infecção geral no organismo - causada por uma infecção intestinal, aos 21 dias de vida. Por causa disso, ele teve as duas pernas amputadas acima do joelho ainda bebê. Mas, mesmo com esse difícil começo, o esporte entrou na vida do campeão e o ajudou superar suas próprias limitações. Alan foi o único atleta mencionado nominalmente pela presidente Dilma Rousseff na última quinta-feira (13), no encontro que reuniu, no Palácio do Planalto, em Brasília, todos os medalhistas brasileiros das Paralimpíadas de Londres. A presidente enalteceu a vitória do atleta do Pará.

No Pará, o titular da Seel, Marcos Eiró, ressaltou que a conquista de Alan Fonteles também pode ser vista como o resultado de um trabalho intenso da Seel. “O governo do Estado está comprometido com o esporte e com o lazer. Agora, o Alan desponta no cenário nacional e internacional como um atleta de nível mundial e, a partir daí pode até oferecer uma estrutura melhor para sua família e isso é resultado do trabalho constante do Governo do Estado, que incentiva e apoia os atletas olímpicos e paralímpicos através de vários projetos”.

Ascom Seel