“Gol pela Paz” promove união entre grupos indígenas

Índios Gavião das aldeias Kykateje e Parakateje, de Bom Jesus do Tocantins; Caciques Kayapós, de Cumaru do Norte e outras etnias indígenas se reuniram em Belém, no último sábado (24), na Tuna Luso, para participar do I Encontro Esportivo de Etnias Indígenas Evangélicas, também de chamado de “Gol pela Paz”.

A Associação Amazônica Evangélica, organizadora do evento, avaliou, nesta segunda-feira (24), como muito importante e positiva a participação das tribos no evento, que teve apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). “Nossa maior conquista foi ver a pacificação entre os índios Gavião e Kayapós. Eles já não se comunicavam há anos devido a rivalidade entre as etnias”, disse hoje Ubenildo Cunha, membro da Associação.

Corrida de tora, arremesso de flexa e futebol foram algumas das modalidades esportivos disputadas pelos grupos. Houve também apresentação de danças indígenas e concurso de louvor.

O evento foi coordenado pelo pastor Gilberto Marques, líder da Convenção Interestadual de Ministros e Igrejas Evangélicas Assembléias de Deus no Estado do Pará (COMIEADEPA). Ele foi um dos indicados ao Prêmio Nobel da Paz este ano por realizar trabalhos de assistência sócio-educativa com índios Canela, Guajajara, Gaviões e Kayapós, na região Sul do Pará.

Ascom Seel